Transformação Digital: Tecnologia ou Estratégia?

No próximo dia 17 de abril, terá lugar no Porto, a conferência promovida pela revista Executive Digest e pela Católica Porto Business School, com o tema “Transformação Digital: tecnologia ou estratégia?”. A Liminal foi convidada a apresentar um dos nossos casos de sucesso, ao lado de empresas como a Worten Portugal, Toyota Motor Corporation, Fidelidade e Accenture.

A crescente utilização das mais recentes tecnologias digitais tem um enorme impacto sobre as empresas, seja qual for o setor, atividade ou mercado. Contudo, a Transformação Digital vai muito além da incorporação dessas novas tecnologias no interior das organizações.

Na realidade, as novas tecnologias só criam impacto positivo se constituírem oportunidade para uma mudança organizacional orientada à excelência do desempenho e obtenção de resultados, que envolva alterações estratégicas, ao nível do modelo de negócio, da liderança, da cultura, da estrutura, dos processos e das competências técnicas e humanas.

Transformação Digital, eBook, Liminal, Marketing 4.0

No eBook “Os 10 Mandamentos da Transformação Digital”, apresentamos as regras fundamentais que qualquer projeto de transformação digital deve respeitar, de modo a assegurar todas estas dimensões. Em síntese, destaco:

  1. Ser a prioridade estratégica – Fazer da transformação digital uma prioridade estratégica com apoio contínuo da gestão de topo.
  2. Realizar um diagnóstico externo para detetar tendências relevantes de novas tecnologias, mudanças no panorama concorrencial, novas ideias e necessidades evidenciadas junto de clientes e fornecedores.
  3. Realizar um diagnóstico interno para avaliar a maturidade digital da empresa, identificando quais os processos que precisam ser automatizados e digitalizados; quão digitalmente esclarecidos são os líderes e colaboradores; quão relevante é o comércio digital, ou seja, o E-Commerce, M-Commerce para o negócio; quão digitalmente habilitados são os seus produtos e serviços; quão fortes são os pontos de contacto e o relacionamento com os clientes.
  4. Garantir a máxima agilidade – A estratégia de transformação deve estar focada na agilidade digital do negócio e ser acompanhada de objetivos claros, simples e mobilizadores.
  5. Definir uma estratégia para as tecnologias de modo a melhorar a eficácia de Sistemas centrais (redes de comunicação, bases de dados); Front-Office de IT (websites, portais de cliente, mobile apps, social media); Sistemas de gestão de relacionamento com o cliente (MAP – Marketing Automation PlatformsCRM – Customer Relationship Management); Sistemas de Analytics para fornecer informações baseadas em evidências para apoiar a tomada de decisão.
  6. Executar um programa de Change Management no interior na organização, que promova uma transformação cultural e o uso de tecnologias digitais para melhorar o desempenho do negócio.
  7. Atrair, reter e formar talentos da próxima geração (nativos digitais) ou outros (millenials) que já se sentem confortáveis a trabalhar num ecossistema cada vez mais digital e dinâmico.
  8. Desenvolver projetos piloto para apresentar conceitos e preparar investimentos de maior dimensão, bem como para identificar competências essenciais para concretizar estratégias futuras.
  9. Cooperar com empresas líderes digitais, trabalhando, por exemplo, com startups, universidades ou organizações setoriais, para acelerar o processo de inovação digital.
  10. Medir, testar e melhorar rapidamente – o mundo atual caracteriza-se pela velocidade da mudança. As pessoas resistem naturalmente às mudanças e ainda mais quando estas ocorrem com tal velocidade. Por isso, a transformação digital na sua empresa tem que ser incremental, cumulativa e consistente. Seja rápido a implementar pequenas melhorias, analise os resultados, execute as correções necessárias e avance para a próxima medida antes que a sua concorrência o faça.

Sobre a dicotomia estratégia VS tecnologia, na Liminal, entendemos que a estratégia deve sempre ser pensada primeiro, contudo o conhecimento e domínio do que se pode fazer com as tecnologias deve influenciar e acelerar a estratégia. As tecnologias suportam a estratégia, mas também podem ter impacto em vários domínios da gestão das empresas e até ditar novas estratégias. A arte está em saber combinar estes dois pólos.

Liminal nasceu para promover a transformação digital do marketing e das vendas nas empresas, assegurando que as tecnologias são colocadas ao serviço dos resultados dos negócios e da experiência do cliente. Na 14.ª Conferência Executive Digest, teremos uma excelente oportunidade de aprendizagem e reflexão sobre este tema.

Feedback
0 de 5 estrelas. 0 votos.
O meu feedback:

Deixar uma resposta