Data Analytics: a importância dos dados para o sucesso

Num mundo cada vez mais digitalizado, muito graças à aceleração provocada pela pandemia COVID-19, nasce uma nova era em que a tecnologia e a informação desempenham um papel crucial no dia-a-dia de cada um de nós. Para qualquer empresa, a influência do consumo de dados e informação neste ambiente digital aumentou imenso devido às restrições de mobilidade causadas pela pandemia. À medida que as empresas aprendem a adaptar-se a esta nova era, o surgimento de informação e dados (data) nunca pára e, ao contrário do que se possa pensar, esta mudança veio para ficar. Apenas com recurso a Data Analytics é possível analisar e transformar todos estes dados em informação valiosa para a tomada de decisão. Descubra abaixo qual o impacto que a pandemia COVID-19 teve na criação de dados e como aproveitar este tipo de informação em benefício do seu negócio.

«Não há momentos perfeitos para implementar uma estratégia de dados e as empresas devem começar o quanto antes, para terem capacidade de adaptação às adversidades e começarem a ver os benefícios».

– Luís Gonçalves, AI Director Noesis- Webtalk 4.ª edição do Lisbon Data & AI Forum

Dados: Até que ponto é que os dados evoluíram depois da pandemia?

Cerca de 59% da população mundial tem acesso à Internet e cerca de 4,57 bilhões de pessoas são utilizadores ativos.

The State of the Data Center Report

Estamos perante uma nova era em que não são apenas as grandes empresas privadas, como o Facebook ou a Amazon, que possuem dados. Os governos já utilizam dados, como por exemplo, através da app de rastreamento para a COVID-19, que alerta as pessoas se estiveram próximas de alguém que esteja infetado.

Isto mostra que a tendência para todo este mundo dos dados e informação é para que não haja qualquer desaceleração no crescimento. É expectável que este crescimento continue visto que os dados são gerados continuamente através de cliques em anúncios, partilhas nas redes sociais, transações, viagens, conteúdo de streaming, entre outros.

Comparando o período pré-COVID com o momento que atravessamos atualmente, muita coisa mudou:

  • Em 2019 apenas cerca de 5% dos portugueses trabalhavam regularmente em regime remoto. Em 2020 este número aumentou para 13%. (Eurofound & Centro de Investigação Comum da Comissão Europeia)
  • Cerca de 1 em cada 3 portugueses tem uma função profissional que é compatível com o trabalho remoto (aproximadamente 35% em 2020). Embora as empresas se estejam a reorganizar para se adaptar a um “novo normal”, é expectável que a tendência de crescimento do trabalho remoto se mantenha nos próximos anos. (Eurofound &Centro de Investigação Comum da Comissão Europeia)
  • A empresa de videoconferência Zoom aumentou significativamente o seu número de utilizadores. Enquanto que antes da pandemia a empresa tinha cerca de 10 milhões de utilizadores, em Março de 2020 este número aumentou para mais de 200 milhões. (Venture Beat)
  • Depois do início da pandemia, o WhatsApp, empresa detida pelo Facebook, viu um aumento de 40% na sua utilização. (TechCrunch)

Quantos dados são gerados por minuto?

Tendo em conta tudo o que foi referido anteriormente, conseguimos perceber facilmente que novos dados são gerados a cada minuto. De modo a conseguirmos ter uma perceção mais realista da quantidade de dados e informação gerada por minuto há que ter em consideração os seguintes dados:

  • No YouTube são carregadas 500 horas de vídeo, por minuto.
  • O Tiktok é instalado cerca de 2 704 vezes, por minuto.
  • O Spotify adiciona cerca de 28 músicas à sua biblioteca, por minuto.
  • No Instagram, são feitas 347 222 publicações nas histórias e são abertos 138.889 anúncios, por minuto.
  • No Facebook são publicadas 147 000 fotos, por minuto.

Data Analytics: Como usar toda esta informação?

«Não basta recolher e acumular dados, é preciso transformá-los em insights com valor.»

– Rui Ramos, Head of Advanced Data Solutions da Super Bock Group – Webtalk 4.ª edição do Lisbon Data & AI Forum

1. Personalizar a experiência do cliente

Através de Data Analytics as empresas podem obter insights sobre o comportamento e preferências dos seus clientes forma a fornecer uma experiência mais personalizada a cada um deles.

2. Informar os decisores

As empresas podem usar a análise de dados para orientar as decisões de negócios e minimizar as perdas financeiras. A análise preditiva pode sugerir o que poderá acontecer caso haja mudanças nos negócios, e a análise prescritiva pode indicar como a empresa deverá reagir a essas mudanças.

3. Simplificar operações

Através da análise de dados, as empresas podem melhorar a eficiência operacional. Recolher e analisar dados sobre a cadeia de abastecimento pode mostrar onde é originam os atrasos ou percalços de produção e ajudar a prever onde podem surgir problemas futuros.

4. Diminuir os riscos

Em relação aos riscos, a análise de dados permite que as empresas percebam que riscos existem e qual a melhor maneira de os evitar. Por exemplo, uma rede de lojas poderia executar um modelo de propensão – um modelo estatístico que prever ações ou eventos futuros – para determinar quais das suas lojas correm o maior risco de roubo. Após a análise, a empresa pode então usar esses dados para determinar a quantidade de segurança necessária nas lojas, ou mesmo se deve desinvestir em algum local.

«A grande lição desta pandemia, em especial para o sector das TI, é que é preciso investir em dados e na qualidade dos mesmos.»

– Luís Gonçalves, AI Director Noesis – Webtalk 4.ª edição do Lisbon Data & AI Forum

Como garantir o sucesso na Análise de Dados?

A gestão de informação e de dados dentro de uma organização deve ser levada a cabo por profissionais e é neste ponto que a Liminal pode ajudar.

A Liminal é especialista em Data Analytics de Marketing e Vendas e por isso mesmo tem todos os conhecimentos necessários para, através da implementação de plataformas CRM e Automação de Marketing e Vendas, tornar possível a recolha de dados e insights que permitam desenvolver um conhecimento profundo dos seus clientes, que simplifiquem operações e que se traduzam em experiências mais personalizadas ao longo de toda a jornada de decisão. Descubra agora como podemos ajudar a sua empresa.

Falar com especialista, Liminal, data analytics, análise de dados
Feedback
5 de 5 estrelas. 1 votos.
O meu feedback:

Um comentário Adicione o seu

Leave a Reply